Parceria entre ACICG e chilenos pretende fomentar oportunidades de negócios na Capital

Raúl Raúl E. Catalán Castro e João Polidoro celebram o convênio assinado

Iniciado na expedição da Rota de Integração Latino-Americana (Rila), o relacionamento entre a Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) e representantes do setor comercial do Chile começa a trazer resultados para Mato Grosso do Sul. Na última sexta-feira (24), a entidade oficializou um acordo multilateral de cooperação com representantes da Cyties, uma organização de pesquisa, apoio e desenvolvimento de empresas de pequeno e médio porte da região de Antofagasta – norte do país estrangeiro – com o intuito de promover o comércio exterior, identificar novas áreas de negócios e, com isso, fomentar o desenvolvimento da Capital, impactando na criação de novos postos de trabalho e mais geração de renda.

 

Para o presidente da ACICG, João Carlos Polidoro, a parceria demonstra que a Rila é “muito mais que uma via de escoamento de produção de Mato Grosso do Sul para a região do pacífico. Ela oferece um celeiro de oportunidades para empreender em várias atividades econômicas em diferentes regiões dos países envolvidos”.

Entre os compromissos firmados na sexta, está o de criar uma aliança de colaboração para favorecer iniciativas que intensifiquem as relações comerciais entre as regiões e estimule estratégias para inovação, empreendedorismo e internacionalização, com ênfase especial às pequenas e microempresas de ambas regiões. “Essa parceria deve fomentar a geração de projetos, programas e estudos sobre o gerenciamento de negócios dos dois países. Além disso, pretendemos promover, futuramente, cursos, seminários e conferências internacionais que ativam, promovam e fortalecem o desenvolvimento do comércio internacional”, explica o economista-chefe da ACICG, Normann Kallmus.

Presente no evento de assinatura, o ministro João Carlos Parkinson, coordenador-geral de Assuntos Econômicos Latino-Americanos e Caribenho do Ministério das Relações Exteriores, revelou que, a exemplo da Rede Universitária da Rota de Integração Latino-Americana (Uni-Rila) – que reúne instituições de ensino superior dos países vizinhos Argentina, Chile e Paraguai e do Brasil – a intenção também é formar uma rede empresarial durante as obras da rodovia, que devem começar já no próximo ano. “Não será possível desenvolver esse corredor sem a participação do setor privado. É o comércio que vai dar vida e dinamismo a ele e, para isso, precisamos de uma interação maior, de maneira estratégica e consistente. A ideia é alimentar o interesse da participação de integrantes por meio de estudos que identifiquem oportunidades de investimentos e novos fluxos de comércio. Por isso, esse acordo trará conhecimento, pois, assim, será possível estabelecer formas de participação no processo e de contribuição do empresário”, explicou.

Ainda de acordo com Parkinson, os esforços são para transformar Mato Grosso do Sul em um grande centro de distribuição de produtos regionais. “Isso vai corrigir uma distorção de que o Mercosul não trouxe nenhum benefício concreto para o Norte, Nordeste e Centro-oeste brasileiro. Queremos mudar essa realidade”, complementou.

Mato Grosso do Sul é o único estado brasileiro dentro da Zona de Integração do Centro-Oeste da América do Sul  (Zicosur), um bloco formado por dez províncias da Argentina, oito departamentos da Bolívia, quatro regiões do Chile e do Peru, e todos os 17 departamentos do Paraguai que tem o objetivo de promover o desenvolvimento por meio de cooperação mútua.

O empresário chileno, diretor do Centro de Inteligência de Negócios Internacionais da Cyties, considera que esse acordo firmado com a ACICG é muito importante e estratégico, pois além da tradição com a atividade comercial, a entidade possui alta representatividade dentro do estado que integra a Zicosur. “Por meio dessa parceria temos a possibilidade de agregar valor aos nossos produtos e na mão de obra dos nossos países, e fomentar os setores de turismo, comércio, indústria, entre outras áreas. Prevemos, especialmente, melhores condições para desempenharmos nossos trabalhos e desenvolvermos nossa economia”, afirmou Raúl Eduardo Catalán Castro.

O diretor do Departamento de Comércio Exterior da Cyties, Cristian Reyes Ibañez, espera que a cooperação entre as regiões seja concretizado com ações de apoio técnico. “Temos muito interesse pelo desenvolvimento de pequenas e médias empresas, e formamos um grupo muito interessante com os mesmos propósitos. Esperamos aproveitar, ao máximo, essa parceria que, agora, vai caminhar dentro da Zona de Integração”, afirmou. A organização estrangeira atua no âmbito do Zicosur e é reconhecida por construir projetos com o propósito de desenvolver pequenas e médias empresas e que possuem possibilidade de financiamento pelo governo federal do Chile.

Durante a semana, os representantes da Cyties continuam em Campo Grande participando de encontros na Associação Comercial para identificar oportunidades de negócios na região e se aproximar de empresários locais.

Empresários de diversos segmentos, diretores da ACICG puderam esclarecer dúvidas sobre o acordo multilateral