Compras para o Dia das Mães se intensificarão esta semana

O movimento no comércio nos próximos dias aumentará com a celebração do Dia das Mães, em 13 de maio. O levantamento produzido pelo Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande, a pedido da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG), revela que, dos 89% dos campo-grandenses que pretendem presentear na data, 34% apontaram que comprarão o presente nesta semana. Sexta, sábado e domingo foram os principais dias indicados.

A pesquisa de intenção de compra para a festividade foi produzida por acadêmicos do curso de Administração entre os dias 2 e 20 de abril, com entrevistas de 953 pessoas, em sete regiões da Capital: Segredo, Prosa, Lagoa, Imbirussu, Anhanduizinho, Bandeira e Centro.

Entre os que sinalizaram que vão às compras este ano, 31% informaram que investirão até R$ 80,00 e 43% gastarão de R$ 81,00 a R$ 120,00 no presente. “E se considerarmos todas as faixas de gasto de até R$ 190,00 informadas pela pesquisa, um total de 84% dos campo-grandenses estão dispostos a investir até esse total, o que representa um excelente valor e uma movimentação na economia da cidade”, avaliou a coordenadora da pesquisa, professora Michelle Rosa.

Perfumes e cosméticos são a preferência de 29% dos entrevistados. A segunda opção é vestuário, com 23% da escolha; e calçados aparece como terceira alternativa, com 13% da intenção. Outras sugestões, como flores, joias e bijuterias, livros, viagens, cesta-café, etc. ficaram abaixo de 10% da pretensão de presente.

Com relação ao método de pagamento, 39% dos afirmaram que optarão pelo cartão de crédito e 37% pelo dinheiro, porém, quando considerada a opção débito, a maioria (47%) sinalizou que as compras seriam pagas à vista.

As lojas do centro são a preferência de 37% dos entrevistados; 18% optaram pelo Shopping Campo Grande; e 15% no Shopping Norte Sul. Outros locais aparecem com menor porcentagem de escolha.

“Esta é a segunda melhor data para o varejo, ficando atrás somente do Natal, e a expectativa da ACICG é de crescimento moderado em relação as vendas do ano passado. A maioria dos entrevistados, 33%, afirmaram que o maior estímulo para comprar o presente são as promoções e 27% vão atrás de melhores preços, por isso o empresário deve estar atento a estas questões”, contribuiu o presidente da ACICG, João Carlos Polidoro.