“Estamos deixando de piorar” diz presidente da ACICG

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG), João Carlos Polidoro, esteve hoje (2) no programa Capital Meio Dia, com Joel Silva, para falar sobre a queda no Índice de Negativação do Comércio registrado no mês de junho e outros balanços da Associação.

“Estamos deixando de piorar, melhor dizer assim do que dizer que esta melhorando mas a gente está melhor do que o ano passado. Até ontem saiu que a indústria brasileira cresceu 0,5% no semestre e isso não acontecia a muito tempo. Nesse primeiro semestre tivemos crescimento na indústria, então é sinal que a gente está iniciando um processo longo, lento de recuperação mas a atividade econômica está muito baixa, a gente esta com um nível de desemprego muito alto, as empresas estão extremamente endividadas. A própria indústria não está tendo fôlego e não está tendo pedido suficiente para recuperar de vez a economia. Os investimentos anda muito devagar, a falta de confiança nos empresários, tanto internos quanto externos, para investir no país está muito grande. Principalmente pela questão política que reflete na questão econômica de uma maneira muito direta, então a gente infelizmente parou de piorar, mas melhorar eu ainda espero algum tempo, dois anos pelo menos” explicou Polidoro.

Segundo informações da ACICG, o Índice de Negativação do Comércio (INC) encerrou o mês de junho em 32 pontos, três abaixo do indicador de maio (35) e cinco pontos abaixo do mesmo mês em 2016 (37). O Índice de Recuperação de Crédito (IRC) foi de 55 pontos, contra 45 em maio, mas ainda abaixo do índice registrado no mesmo período de 2016, que foi 63 pontos.

“Essa queda na questão da negativação é um sinal de que as pessoas pegaram o dinheiro que ela conseguiu e foi pagar conta, botar em dia as contas que estavam atrasadas. A entrada do FGTS refletiu mas não foi como a gente esperava, a pessoa pegou esse dinheiro e foi fazer alguma coisa, como guardando, e comprando coisas ao invés de pagar conta, porque era para refletir mais, era pra ela ter 15% a mais desse processo de pagamento de contas e a gente percebeu que não teve isso” disse o presidente.

Analisando o comportamento histórico do emprego formal no município, comparando com a inadimplência, demonstra que existe correlação entre a queda das vagas e a falta de pagamento no vencimento. “Em Campo Grande estamos dependentes do pagamento do funcionalismo público, então pagamento da Prefeitura e do Estado em dia então isso tem ajudado o comércio e nos deixado em uma situação menos pior. Mas o que a gente quer é que esse 17 mil desempregados dos últimos 24 meses consigam vagas aqui em Campo Grande, que tenham renda para poder gastar. Nós tivemos agora no mês de junho, uma média de 17 funcionários a menos por empresa, uma média desemprego dia, isso é muita gente sendo mandada embora” comentou ele.

A próxima data comemorativa é o dia dos pais e, de acordo com Polidor, é a quinta melhor data para o comércio e o de Campo Grande está preparado para atender o público, com mixes e promoções.

Informações: http://www.joelsilva.com.br/2017/08/02/estamos-deixando-de-piorar-diz-presidente-acicg/

Aline Bazano  DRT 906/MS